Lençóis Paulista, 02 de Junho de 2020
Você esta em: Home / Notícias / Veja como se proteger da Febre Amarela
07/02/2017 16h12

Veja como se proteger da Febre Amarela

O aumento nos casos de febre amarela em alguns estados do país levou a diretoria municipal de Saúde de Lençóis Paulista a divulgar uma orientação sobre a doença. Embora tenha registros no Estado de São Paulo, a diretoria afirma que não existe nenhuma suspeita no município, porém reforça a importância de que as pessoas que não tomaram a segunda dose procurem uma unidade básica de saúde para receber o reforço e assim ficarem imunes à transmissão.

Segundo a Coordenadora de Enfermagem da Saúde local, Josiane Maria de Souza, a vacinação contra a doença faz parte do calendário obrigatório de vacinas e é feita aos nove meses de idade, com reforço aos quatro anos. Porém, existem casos de pessoas que tomaram apenas a primeira dose e por isso não estão protegidas contra a doença. A segunda dose deve ser tomada mesmo que a pessoa já seja adulta. “Mesmo que a pessoa tenha tomado a primeira dose há mais de 10 anos, ela deve procurar um posto de saúde e tomar o reforço”, explicou a coordenadora.

É importante levar a carteira de vacinação às unidades de Saúde, pois caso a pessoa tenha tomado as duas doses, mesmo que há muitos anos, ela permanece imune, não sendo necessário ser vacinada.

Josiane também esclarece que a vacina tem um período de validade para ser disponibilizada para a população, por isso existe um calendário em cada unidade de Saúde. Então, é importante que a pessoa se informe sobre o período em que a vacinação estará disponível (ver tabela).

A febre amarela é uma doença infecciosa, transmitida nas cidades pelo mosquito Aedes aegypti, por isso o controle do mosquito é medida eficaz, mas o uso de bons repelentes, camisas de manga comprida, calça, meias e luvas – ao visitar áreas suscetíveis – também é importante.

A doença pode ou não apresentar sintomas que, caso surjam, podem ser febre, náuseas, dor de cabeça e nos músculos, junto ao amarelamento da pele e dos olhos. Assim como na dengue, o uso de aspirina ou outros fármacos contendo acetilsalicílico é contraindicado. Os sintomas duram, em média, dez dias, segundo o Ministério da Saúde.

Dengue

Apesar de o mosquito transmissor da febre amarela ser o mesmo que transmite a dengue, o baixo número de registro de casos da doença este ano é uma notícia duplamente positiva para Lençóis Paulista. Enquanto no ano passado, durante o mês de janeiro, a dengue teve três casos confirmados para 19 notificações, em 2017, até esta semana, haviam apenas três notificações da doença aguardando resultados.

DIA

HORÁRIO

UNIDADE

SEGUNDA

10h às 16h

ESF Monte Azul

8h às 14h

UBS Ubirama

TERÇA

8h às 14h

Ambulatório de Especialidades

8h30 às 14h30

ESF Maria Cristina

10h às 16h

ESF Núcleo

QUARTA

8h às 14h

ESF Nações

QUINTA

8h às 16h

ESF Cruzeiro

8h às 16h30

ESF Caju

SEXTA

8h às 14h

Ambulatório de Especialidades

9h às 14h

ESF Júlio Ferrari

8h30 às 11h e 13h às 14

UBS Cecap

 

Comentários

 

notícias relacionadas

Tags: veja, como, proteger, febre, amarela.

newsletter

2014 © Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista
Praça das Palmeiras, 55 - Centro: 18.682-900
CNPJ: 46.200.846/0001-76
Telefone: (14) 3269-7000

voltar ao topo