Lençóis Paulista, 16 de Agosto de 2017
Você esta em: Home / Notícias / Saúde confirma primeiro caso de Gripe A em 2017
13/06/2017 14h51

Saúde confirma primeiro caso de Gripe A em 2017

O diretor de Saúde, Ricardo Conti e a enfermeira do GVE, Adriana Santana, falam sobre o primeiro caso de Gripe A de 2017

A diretoria de Saúde informa que foi confirmado o primeiro caso de Gripe A do ano em Lençóis Paulista. O paciente em questão é uma criança de 5 anos, moradora do Jardim Caju. Ela ficou internada no Hospital Nossa Senhora da Piedade até o dia 8 de junho, passou por tratamento com Tamiflu e foi liberada. A Prefeitura também investiga o caso de uma mulher de 42 anos, residente no Jardim das Nações, que veio a óbito neste domingo, dia 11. Ela deu entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no sábado, 10, com sintomas de Gripe A e faleceu no dia seguinte. Segundo a Vigilância Epidemiológica, foi feito a coleta e envio do material para o Instituto Adolfo Lutz, que ainda não concluiu o exame. Até agora, Lençóis tem um caso positivo, quatro negativos e dois aguardam resultado.

A Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda e geralmente benigna. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura 1 semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por gotículas expelidas por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar ou por objetos contaminados. Os doentes podem transmitir a doenças, mesmo antes de apresentar os sintomas. Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos. Dentre os subtipos de vírus influenza A, os subtipos A(H1N1) e A(H3N2) circulam atualmente em humanos e estão presentes no Brasil. Alguns vírus influenza A de origem aviária também podem infectar humanos causando doença grave, como no caso do A (H7N9). No caso da criança com resultado positivo, o subtipo encontrado foi o H3N2.

Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza.

Sintomas

Os sintomas da gripe A são semelhantes aos causados pelos vírus de outras gripes. No entanto, requer cuidados especiais a pessoa que apresentar febre alta, acima de 38º, 39º, de início repentino, dor muscular, de cabeça, de garganta e nas articulações, irritação nos olhos, tosse, coriza, cansaço e inapetência. Em alguns casos, também podem ocorrer vômitos e diarreia.

Vacina

A vacina é a forma mais segura de se proteger contra as formas graves da doença. Depois de seguir um cronograma definido pelo Ministério da Saúde para imunizar os grupos prioritários (crianças, idosos, pessoas com doenças crônicas, gestantes, puérperas e professores) desde o dia 5 de junho, a vacina está liberada para toda população de Lençóis Paulista. Para se vacinar é preciso procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa. Até agora, foram vacinadas 12.785 pessoas, ou 67% do publico total. Na cidade, a vacinação é baixa principalmente entre crianças (38%) e professores, que neste ano foram incluídos nos grupos prioritários. Em 2016, a vacinação alcançou 80% de cobertura do publico alvo. A vacina é segura e protege contra o dois tipo de Influenza A (H1N1 e H3N2) e também contra o Influenza B.

Tratamento

É de extrema importância evitar a automedicação. O uso dos remédios sem orientação médica pode facilitar o aparecimento de cepas resistentes aos medicamentos. Os princípios ativos fosfato de oseltamivir e zanamivir, presentes em alguns antigripais (Tamiflu e Relenza) e já utilizados no tratamento da gripe aviária, têm-se mostrado eficazes contra o vírus H1N1, especialmente se ministrados nas primeiras 48 horas, que se seguem ao aparecimento dos sintomas.

Dados da doença:

ESTADO DE SP

Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG):

Casos: 2.724 sendo 331 óbitos.

SRAG por influenza:

Casos: 367 sendo 62 óbitos.

LENÇÓIS PAULISTA

SRAG – 2016: 39 notificações, dessas 9 positivos e 30 negativos;

SRAG – 2017: 7 notificações, dessas 1 positivo (influenza A/H3 sazonal), 4 negativos e 2 aguardando resultado (sendo 1 óbito)

Veja o que fazer para se proteger e evitar transmitir a doença

- Lavar frequentemente as mãos com bastante água e sabão ou desinfetá-las com produtos à base de álcool;

- Jogar fora os lenços descartáveis usados para cobrir a boca e o nariz, ao tossir ou espirrar;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar;

- Evitar aglomerações e o contato com pessoas doentes;

- Não levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em objetos de uso coletivo;

- Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal;

- Suspender, na medida do possível, as viagens para os lugares onde haja casos da doença;

- Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;

- Orientar o afastamento temporário (trabalho, escola etc.), até 24 horas após cessar a febre;

- Procurar assistência médica, se o doente pertence a um grupo de risco e se surgirem sintomas que possam ser confundidos com os da infecção pelo vírus H1N1 da influenza tipo A.

- Nunca se automedicar. Alguns medicamentos não são indicamos para o tratamento da Gripe A.

 

Comentários

 

notícias relacionadas

Tags: saúde, confirma, primeiro, caso, gripe, .

newsletter

2014 © Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista
Praça das Palmeiras, 55 - Centro: 18.682-900
CNPJ: 46.200.846/0001-76
Telefone: (14) 3269-7000

voltar ao topo