Lençóis Paulista, 25 de Maio de 2019
Você esta em: Home / Secretaria de Saúde / Histórico da Saúde

Histórico da Saúde

Inicialmente uma única unidade de saúde. Inaugurada com o presença do Dr. Adhemar de Barros – Governador do Estado, em 1945. Em pouco tempo foram criadas as unidades de Borebi e de Alfredo Guedes.

Após foi criado o Posto de Puericultura. O então diretor do Centro de Saúde, Dr. João Paccola Primo assumiu a direção do Posto de Puericultura e o Dr. Antonio Tedesco ficou como médico do Centro de Saúde.

Contava o Centro de Saúde inicialmente com os funcionários: Conceição Martins de Silva, Lula Masseram, Boveto Medola, Jorge Cleto Imparato e Irinea Teresina Mazochi Guarido e mais tarde um motorista – Antônio Benedetti.

O Puericultura recebeu os seguintes funcionários: Maria Leopoldina de Oliveira Lima Ciccone, Anita Ciccone Lazari e Aracy Precioso. Em Alfredo Guedes existia um centro de saúde com médico - DR. Brasil Acrísio de Araújo e os funcionários Adeli Gasparini Peralta (atendente), João Pereira de Godoy (fiscal) e Aparecida (servente) depois substituída pelo Santo Mauro G. Costa. Posteriormente foi criado um posto de Puericultura – com médico, Dr. Luiz Gonzaga e as funcionárias Leonor da Silva Neto e Diva Orides Doretto. Em Borebi, o Sr. Donato Develis (fiscal) e Sra. Emília Martins Generoso (atendente) eram funcionários do Centro de Saúde de a Graça Canova do Puericultura.

Por vários anos esses dois médicos eram os únicos a atender na rede pública. Alguns anos depois, transferiu-se para o município o Dr. José Antonio Garrido.

No ano de 1970 foram criadas as unidades Polivalentes de Saúde que agruparam os então centros de saúde com os de puericultura. Em Lençóis a chefia da Unidade Polivalente, denominada Centro de Saúde II de Lençóis Paulista, ficou com o Dr. Antonio Tedesco e dois médicos dividiam com ele o atendimento: Dr. João Paccola Primo que atendia crianças e gestantes. O Dr José Antonio Garrido atendia às crianças. O Dr Tedesco encarregava-se do atendimento dos adultos. Não havia limite de consultas para cada um mas procurava-se dividir igualmente as consultas entre os dois primeiros (em média 30 pacientes para cada médico) e o Dr. Tedesco ficava com todos adultos ( número que algumas vezes ultrapassava 50 pessoas).

Em 1971 ou 72, foi repassado para o município a responsabilidade do atendimento para os pacientes de tuberculose e hanseníase, pois os antigos dispensários de tuberculose e lepra haviam sido desativados, passando o atendimento às unidades polivalentes. Em Lençóis o Dr. Tedesco encarregou-se de atender os tuberculosos e hansenianos. No atendimento dos hansenianos recebia o apoio do Dr. Raimundo Suriano que mensalmente deslocava-se de Bauru para prestar atendimento no município, colhia esfregaços para exame de pesquisa de baciloscopia. Eram examinados os doentes e seus familiares em busca de novos casos uma vez que o contágio ocorre por contato intimo e prolongado.

Foi nessa época de unificação que o quadro do Centro de Saúde sofreu um aumento considerável de funcionários. Foi acrescido ao quadro em um mesmo momento: 2 escriturários, 1 vigia, dois agentes de saneamento, e três visitadores sanitários.

Com o crescimento da cidade e aumento populacional acima de 35 mil habitantes, o Centro de Saúde foi elevado à Categoria de CSII, permitindo um Diretor e um Chefe se Seção Técnica (cargo que passou a ser ocupado pelo Dr. João P. Primo). Fui também criado o cargo de encarregatura administrativa.

Nessa época a prioridade era a medicina preventiva, vacinação, entrega de leite em pó e orientação, tratamento de verminoses.

Em 1988, com a elevação de Borebi à categoria de Município, desmembrou-se aquela Unidade.

Paralelo ao serviço de saúde mantido pelo Estado o município mantinha também um serviço de saúde que funcionava às expensas da Assistência Social. Militavam lá o Dr. Marco Moretto, um Dentista, Dr. Roberval Paccola, um atendente de enfermagem e dois auxiliares de farmácia. Era mantida uma farmácia que atendia as receitas emitidas pelo serviço próprio e também as que não eram atendidas pela medicação enviada pelo estado, às suas unidades. Com a municipalização da saúde em 1988, começou a integração dos serviços e todo atendimento passou à ser gerido pelo poder público municipal – MUNICIPALIZAÇÃO DA SAÚDE.

2014 © Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista
Praça das Palmeiras, 55 - Centro: 18.682-900
CNPJ: 46.200.846/0001-76
Telefone: (14) 3269-7000

voltar ao topo